18/05/2015

espetaculo-domesticas

Texto de Renato Melo e José Rubens Siqueira foi encenado pela primeira vez há 15 anos.

A temporada na cidade de Campinas da Mostra de Teatro-Panorama Petrobras Distribuidora de Cultura – uma parceria entre a Petrobras e o Ministério da Cultura, terá sequencia nos dias 27 e 28 de maio (quarta e quinta-feira), às 21h, com o espetáculo Domésticas, no Teatro Amil.

As sessões terão tradutores para linguagem de sinais (libras) no dia 28/05 e audiodescrição no dia 27/05.

O espetáculo, montado originalmente em São Paulo em 1998, aborda os medos, as paixões, os sonhos, as frustrações e as peripécias das empregadas domésticas, a partir de depoimentos coletados por todo Brasil. Com um humor delicado, as histórias são compartilhadas com o dinamismo particular de quem conta “causos”.

Com direção de Bianca Byington, “Domésticas” trata de um universo muito familiar a nós, brasileiros. Coloca uma lente de aumento e transforma em protagonistas essas personagens invisíveis. O texto de Renata Melo e José Rubens Siqueira cumpre uma função social de denunciar as condições de vida dessas mulheres, que como grande parte de nossa população, nunca teve acesso às ferramentas básicas de construção de cidadania.  Assim, o espetáculo é um retrato de uma realidade da qual deveríamos nos envergonhar, porém tratada com humor, poesia e delicadeza.

Sobre o espetáculo

As atrizes Anna Sant´Ana, Daniela Fontan e Vilma Melo, juntamente com os atores Alexandre Lino e Hossen Minussi dão vida a diversos testemunhos reais. A pesquisa também passou por documentários como “Jogo de Cena”, de Eduardo Coutinho.

Em cena, todos os atores assumem papel de “entrevistados” e ganham o personagem principal, falam de desejos e dissabores, sonhos e esperanças, combinando o lado cômico do cotidiano com histórias de vida, luta e superação.

Tudo isso orquestrado por Bianca Byington, que estreou como diretora nos espetáculos de Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri, “Cozinha e Dependências” e “Um dia como os outros”, respectivamente. As incursões sonoras do premiado diretor musical Alexandre Elias também contribuem para dar foco à humanidade desses personagens. Em “Domésticas”, sexo, raça, crença e condição social não precisam de nome, nem título – apenas de voz.

Programa Petrobras Distribuidora de Cultura

Lançado em abril de 2009, o Programa Petrobras Distribuidora de Cultura foi criado com o objetivo de democratizar o acesso à cultura e já contemplou mais de 160 espetáculos teatrais. Até o momento já foram realizadas cerca de duas mil apresentações em 130 municípios de todos os estados brasileiros, atingindo público superior a 500 mil pessoas.

Dentre as montagens adultas contempladas estão Um Porto Para Elizabeth Bishop (direção de José Possi Neto, com Regina Braga), Ausência (da Cia Dos a Deux, com Luis Melo), Obsessão (direção de Henrique Tavares, com Ana Baird, Anderson Cunha, Antonio Fragoso, Carla Faour, Celso Taddei e Daniel Belmonte) e Mistero Buffo, no Estação Cultura, da Cia La Mínima, com Domingos Montagner, Fernando Sampaio e Fernando Paz)

Já o público infantil poderá assistir O Menino Teresa, no Teatro Castro Mendes (direção de Marcelo Romagnoli, com Cláudia Missura e Tata Fernandes).

Ficha técnica

  • Direção: Bianca Byington
  • Argumento: Renata Melo
  • Texto: Renata Melo e José Rubens Siqueira
  • Elenco: Anna Sant´Ana, Alexandre Lino, Hossen Minussi, Daniela Fontan e Vilma Melo
  • Stand In: Ana Paula Black, Ticiana Passos e Tom Pires
  • Diretor Musical: Alexandre Elias
  • Iluminação: Maneco Quinderé
  • Cenário: Espetacular Produções e Artes – Ney Madeira/Dani Vidal/ Pati Faedo
  • Figurinista: Kika Lopes
  • Designer Gráfico: Guilherme Lopes Moura
  • Fotógrafo: Janderson Pires
  • Coordenação Técnica: Daniel Porto
  • Operação de Luz: Roberto Macedo
  • Operação de som: Paulo Amaro
  • Assessoria Jurídica: André Siqueira
  • Produção Executiva: Equipe Cineteatro
  • Direção de Produção: Alexandre Lino e Ana Paula Sant’Anna
  • Realização: Cineteatro Produções

Serviço

Mostra de Teatro-Panorama Petrobras Distribuidora de Cultura

DOMÉSTICAS
Data: 27 e 28 de maio
Local: Teatro Amil
Horário: 21h
Direção: Bianca Byington
Elenco: Anna Sant´Ana, Alexandre Lino, Hossen Minussi, Daniela Fontan e Vilma Melo
Ingresso: R$20,00 (setor único)*.
Classificação: 12 anos
Duração: 60 minutos

*Valores referentes a ingressos inteiros. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

Teatro Amil

Parque D. Pedro Shopping – Entrada das Flores
Av. Guilherme Campos, 500, Santa Genebra – Campinas (SP)
Bilheteria: (19) 3756-9890 / (19) 3756-9891
Site: http://www.conteudoteatral.com.br/teatroamil/

Vendas por telefone e pela internet / Capacidade: 334 lugares / Não aceita cheque / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex/ Estudantes e +60 anos têm os descontos legais / Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a quinta, das 14h às 21h; sexta e sábado, das 14h às 24h; e domingo, das 14h às 19h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 5,00 por 12h / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885 / Patrocínio: Amil e Polar Truck.

post feito por:

30/04/2015

foto-sucesso-a-qualquer-preco

Peça de David Mamet tem direção do campineiro Alexandre Reinecke e será apresentada no Teatro Brasil Kirin. Com Norival Rizzo, Marco Pigossi e grande elenco.

A peça “O Sucesso a Qualquer Preço”, obra de David Mamet, chega a Campinas para sua pré-estreia nacional no mês de maio, nos dias 8, 9 e 10, no Teatro Brasil Kirin. Com direção do campineiro Alexandre Reinecke, a comédia-dramática discute o limite do homem para alcançar o sucesso e manter seu emprego. Após a sessão do dia 9, haverá um bate-papo da série Encontros Vivo EnCena, com a participação do elenco com o público e mediação de Expedito Araujo, curador artístico do projeto.O espetáculo faz parte do projeto cultural Vivo EnCena, com patrocínio da Vivo e Porto Seguro. A produção local é da BR Produtora.

Considerada uma das principais obras de David Mamet, esta peça recebeu o prêmio Pulitzer de Teatro em 1984 e teve uma adaptação para o cinema, em 1992, com grandes nomes no elenco, como Al Pacino, Jack Lemmon, Alec Baldwin, Kevin Spacey e Ed Harris. Em 2012, Al Pacino montou a peça na Broadway, onde viveu o personagem que no filme fora interpretado por Jack Lemmon, com enorme sucesso de público e crítica.

A peça tem direção do campineiro Alexandre Reinecke, um dos diretores mais atuantes nos palcos paulistanos e considerado pela revista Veja São Paulo como “O Rei da Comédia”. Com 40 peças dirigidas, Reinecke consolidou sua carreira de diretor em 2000, quando foi assistente de direção de Paulo Autran, na peça “Dia das Mães”. Desde então dirigiu peças dos mais variados gêneros, entre elas, as comédias “Quarta-Feira, Sem falta, Lá em Casa”, “Senhoras e Senhores”, “Sua Excelência o Candidato”, “Arsênico e Alfazema” (Arsenic and Old Lace), “Os 39 Degraus”, “Adultérios” e a comédia francesa “Toc Toc” um dos maiores sucessos da temporada paulista, há mais de seis anos em cartaz.

Na trama, os tempos estão difíceis e as vendas em baixa para os corretores de imóveis Shelley Levene (Norival Rizzo), Ricky Roma (Marco Pigossi), Dave Moss (Renato Caldas) e George Aaronow (Marcos Daud). Eles são fortemente pressionados pelo arrogante John Williamson (André Garolli), que agora chefia a equipe de corretores imobiliários e promove um torneio entre os integrantes, onde a premiação será um Cadillac Eldorado para o melhor vendedor. Um conjunto de seis facas para churrasco, para o 2° colocado. E o 3º prêmio é “o olho da rua”, pois não há ali lugar para fracassados. A disputa pelas “fichas quentes”, onde estão os cadastros dos melhores compradores, é acirrada e motivo de brigas e tramas na empresa, mas o roubo destas e a investigação, coloca sob suspeita todos os funcionários, o que eleva ainda mais o grau de tensão no ambiente de trabalho.

Ambientada na Nova York de 1970, o espetáculo discute até onde pode o homem ir para alcançar o sucesso e manter seu emprego, seja corrompendo, roubando ou mesmo, ludibriando pessoas simples e ingênuas.

Uma peça extremamente atual, que mistura tensão, drama, comédia e suspense de maneira contundente e direta, características da maior parte das peças deste que é um dos principais dramaturgos contemporâneo, considerado o “macho man” da dramaturgia americana.

Encontros Vivo EnCena

Após a apresentação do dia 9 de maio, acontece mais uma edição da série “Encontros Vivo EnCena” em Campinas, que conta com a participação do elenco do espetáculo a partir do tema “Teatro e Transformação”, com mediação de Expedito Araujo, curador artístico do projeto.

Como uma ação cultural integrada, gratuita e exclusiva, com o tema “Teatro e Transformação”, pretende envolver o público para realizar trocas de experiências a partir de temas do espetáculo. O objetivo é a discussão entre criadores e público a partir de um espetáculo que retrata obsessão por manipulações e opressões em uma sociedade que caracteriza nossa realidade desde os tempos mais remotos. Baseado nas relações inerentes do fazer teatral irá proporcionar maior reflexão sobre o lugar de respeito e do afeto a individualidade, assim como promover esclarecimentos para boas práticas em confronto com as tendências que a peça teatral apresenta.

Sobre o Projeto Cultural Vivo EnCena

O Vivo EnCena é uma iniciativa da Vivo que estimula o intercâmbio de projetos de artes cênicas com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento do país e da sociedade como um todo. O teatro é pensado além do espetáculo, sendo estabelecida uma rede de ações de formação de plateia, inclusão cultural e desenvolvimento profissional, compartilhando histórias inspiradoras, conceitos inovadores e ideias transformadoras no âmbito da cultura. O Vivo EnCena é realizado há dez anos e está presente em 20 estados de todo o país, além de realizar ações próprias e a curadoria do Teatro Vivo, situado na capital paulista.

Sobre a BR Produtora

A BR Produtora, criada pelo produtor cultural Radamés Bruno, com mais de 30 anos de experiência, tem realizado inúmeras ações culturais em todo Brasil. À sua história somam-se mais de 1.200 eventos e espetáculos apresentados, entre eles o maior fenômeno do teatro brasileiro, a peça “Trair e Coçar é só Começar”, de Marcos Caruso.

A empresa tem em sua história turnês de renomados artistas brasileiros, entre eles Marisa Monte e o ícone Roberto Carlos, além de artistas internacionais, como Deep Purple, Roger Hodgson (Supertramp) e Julio Iglesias, e ainda realiza exposições internacionais como “O Fantástico Corpo Humano”.

Ficha Técnica:

Texto: David Mamet
Direção: Alexandre Reinecke
Tradução: Marcos Daud
Assistente de direção: Joanah Rosa
Elenco: Norival Rizzo, Marco Pigossi, Andre Garolli, Renato Caldas, Marcos Daud, Didio Perini e Alexandre Freitas
Cenografia: Fabio Namatame
Designer de Luz: Fran Barros
Figurino: Fabio Namatame
Assistente de Figurino: Juliano Lopes
Trilha Original: Daniel Maia
Fotos: João Caldas
Projeto Gráfico: Estação Design
Administração Financeira: Thiago Oliveira
Administração Geral: André Mello
Produção Executiva: Carmem Oliveira
Realização: Ricca Produções Artísticas e Reinecke Produções Culturais

Serviço

Espetáculo “O Sucesso a Qualquer Preço”
Local: Teatro Brasil Kirin – Shopping Center Iguatemi Campinas – End. Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina (3º piso) – Campinas
Data: 8, 9 e 10 de maio (sexta, sábado e domingo)
Horário: 21h (sexta e sábado) e 19h (domingo)
Valor: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia-entrada) – (Clientes Vivo Valoriza e Porto Seguro têm 50% de desconto com direito ao mesmo desconto para 01 acompanhante)
Bilheteria: de terça-feira a sábado, das 13h às 21h, e domingos das 12h às 20h, ou pelo site ingresso.com.br
Duração: 1h20
Classificação etária: 12 anos
Informações: (19) 3294-3166 ou pelos sites www.teatrobrasilkirin.com.br e www.brprodutora.com

post feito por:

28/04/2015

mostra-de-teatro
A temporada na cidade de Campinas da Mostra de Teatro-Panorama Petrobras Distribuidora de Cultura – uma parceria entre a Petrobras e o Ministério da Cultura, tem sequência nos dias 29 e 30 de abril (quarta e quinta-feira), às 21h, com o espetáculoAusência, da companhia franco-brasileira Dos à Deux, no Teatro Amil.

As sessões terão tradutores para linguagem de sinais (libras) dia 29 e audiodescrição, dia 30. Os ingressos poderão ser retirados na bilheteria, sempre meia hora antes de cada apresentação.

A montagem tem concepção, direção e dramaturgia de André Curti e Arthur Luanda Ribeiro, com interpretação de Luis Melo.

Em uma Nova York decadente e arrasada pela radioatividade, pelo racionamento de energia elétrica e, sobretudo, pela falta de água, o protagonista vive confinado no último andar de um arranha-céu. Sua única companhia é um adorado peixe vermelho que vive em um aquário redondo.

Neste contexto caótico, sob a constante invasão de ratos que tomaram a cidade e do ar irrespirável que exige o uso da máscara de oxigênio até para abrir a janela, o homem vive recluso em seu mundo particular, incapaz de enfrentar o horror das ruas.

Diante da situação extrema de clausura, escassez e solidão em que vive, o homem alterna momentos de crueldade – quando caça e tortura os ratos que invadem seu espaço – com ternura, dedicada ao peixe, e loucura, ao imaginar uma figura feminina a partir das formas dos objetos ao seu redor.

Sobre a Dos à Deux

Dos à Deux conta com divulgação internacional há seis anos, tendo sido apresentado mais de 300 vezes em teatros e festivais. Dotados cada um de um duplo percurso de atores e dançarinos, eles desenvolvem uma pesquisa sobre o teatro gestual. Do fruto dessa pesquisa, foram criados vários espetáculos, tais como, “Dos à deux”, “Je suis bien moi”, “Fulyo Aux Pieds de la lettre”, “Nuit des cercles”, “Saudade em Terras d’água”, “Fragmentos do desejo”, “Ausência”, “Dos à deux, 2° ato” e “Irmãos de sangue”.

Programa Petrobras Distribuidora de Cultura

Lançado em abril de 2009, o Programa Petrobras Distribuidora de Cultura foi criado com o objetivo de democratizar o acesso à cultura e já contemplou mais de 160 espetáculos teatrais. Até o momento já foram realizadas cerca de duas mil apresentações em 130 municípios de todos os estados brasileiros, atingindo público superior a 500 mil pessoas.

Dentre as montagens adultas contempladas estão Um Porto Para Elizabeth Bishop (direção de José Possi Neto, com Regina Braga),Domésticas (direção Bianca Byinton, com Anna Sant’Ana, Alexandre Lino, Hossen Minussi, Ticiana Passos e Vilma Melo), Obsessão(direção de Henrique Tavares, com Ana Baird, Anderson Cunha, Antonio Fragoso, Carla Faour, Celso Taddei e Daniel Belmonte) e Mistero Buffo, no Estação Cultura, da Cia La Mínima, com Domingos Montagner, Fernando Sampaio e Fernando Paz)

Já o público infantil poderá assistir O Menino Teresa, no Teatro Castro Mendes (direção de Marcelo Romagnoli, com Cláudia Missura e Tata Fernandes).

Ficha Técnica

Dramaturgia, direção e concepção – André Curti e Artur Luanda Ribeiro
Música original – Fernando Mota
Acessórios, peruca e maquiagem – Maria Adélia
Cenografia – Fernando Mello da Costa
Iluminação – PH e Artur Luanda Ribeiro
Figurinos – Ticiana Passos
Preparação corporal – Artur Luanda Ribeiro
Design gráfico – Roberta Freitas e Natália Quinderé
Fotos – Renato Mangolin
Cenotécnico – Jessé Natan
Acompanhamento fisioterapêutico – Nubia Barbosa
Pintura de texturas – Ana Paula Cardoso
Assistência de acessórios – Álvaro Mendeburu
Assistência de pintura e texturas – Clara Feijó
Operação de luz – PH e Willem Peçanha
Operação de som – Luciano Siqueira
Contrarregra – Jessé Natan
Produção executiva – Márcio Brito Neto
Equipe de Produção – Alex Nunes, João Eizo, Letícia Verônica e Maria Albergaria
Direção de produção na França – Nathalie Redant
Direção de produção no Brasil – Sérgio Saboya

Serviço

Mostra de Teatro-Panorama Petrobras Distribuidora de Cultura
Espetáculo: Ausência
Data: 29 e 30/04
Local: Teatro Amil
Horário: 21h
Direção: André Curti e Arthur Luanda Ribeiro
Elenco: Luis Melo
Ingresso: R$20,00 (setor único)*.
Classificação: 14 anos
Duração: 60 minutos

*Valores referentes a ingressos inteiros. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

Teatro Amil

Parque D. Pedro Shopping – Entrada das Flores.
Av. Guilherme Campos, 500, Santa Genebra – Campinas (SP)
Bilheteria: (19) 3756-9890 / (19) 3756-9891
Site: http://www.conteudoteatral.com.br/teatroamil/

Vendas por telefone e pela internet / Capacidade: 334 lugares / Não aceita cheque / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex/ Estudantes e +60 anos têm os descontos legais / Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a quinta, das 14h às 21h; sexta e sábado, das 14h às 24h; e domingo, das 14h às 19h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 5,00 por 12h / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885 / Patrocínio: Amil e Polar Truck.

post feito por: